tremor nas mãos do idoso
Conheça a causa de tremor nas mãos do idoso
30 de setembro de 2020
Diabetes em idosos
Diabetes em idosos
2 de outubro de 2020
Exibir tudo

O cuidador de idosos é um profissional de saúde?

Profissional de Saude

O cuidador de idosos é um profissional de saúde? Quais as diferenças entre o trabalho do cuidador e do profissional de enfermagem? Hoje vamos traçar um paralelo para esclarecer aos leitores. Essencial para cuidadores familiares ou profissionais.

Leia também:

Ética profissional do cuidador de idosos que trabalha em domicílio

Cuidador: entenda como funciona o cérebro do idoso

Cuidando do cuidador: o que familiares precisam saber para oferecer condições ao cuidador de cuidar de seu ente querido

9 dicas de cuidados ao lidar com idosos

Continue acompanhando e saiba mais sobre esse tema tão pertinente. Boa leitura.

Funções do profissional de saúde e enfermagem

Embora existam semelhanças entre o trabalho do cuidador de idosos e do profissional de saúde na área de enfermagem, basta observarmos a capacitação técnica de cada um para perceber que há níveis de complexidade (e demandas) diferentes.

De maneira geral, as principais atividades desempenhadas pelo profissional de enfermagem são as seguintes:

  • MONITORAMENTO DAS FUNÇÕES VITAIS – contribui para que seja acompanhada e mantida a saúde física e mental do paciente e, para tanto, acompanha as funções cardíacas, respiratórias e o seu nível de consciência;
  • ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS – quando o idoso passa por tratamento que demanda injeções intramusculares ou intravenosas, a administração destes é vedada ao cuidador (somente o profissional de enfermagem pode fazê-lo);
  • PRIMEIROS SOCORROS o profissional de saúde tem uma capacitação mais avançada para prestar os primeiros socorros, ainda que o cuidador de idosos tenha noções básicas de como proceder;
  • DESINFECÇÃO DE FERIMENTOS E TROCA DE CURATIVOS – via de regra, se forem feridas pequenas e que a própria família trataria, o cuidador pode fazer também; feridas mais extensas ou de difícil cicatrização exigem especialização do profissional de saúde, e seu cuidado deve ficar restrito ao profissional de enfermagem;
  • COLETA DE MATERIAIS PARA EXAMES – exceto em casos de exames de fezes e urina, o técnico de enfermagem ou enfermeiro deve preparar o idoso para a realização de exames e até mesmo ajudar na coleta adequada;
  • CUIDADOS PÓS OPERATÓRIOS – o profissional de enfermagem está habilitado para a lidar com sondas, trocas de soros, vacinas e nebulizações. As demais atividades (de baixa complexidade) podem ser exigidas do cuidador.

A regra geral é a seguinte: se a família ou o próprio paciente podem fazer o procedimento, o cuidador também pode fazer. De outra forma, deve-se contar com profissional de enfermagem qualificado.

Como em residências, na maioria dos casos práticos, não há necessidade de nada muito complexo, o cuidador costuma ser uma indicação mais assertiva para as famílias, visto que é mais versátil e preparado para lidar com as tarefas cotidianas.

Funções do Cuidador de Idosos

O trabalho do Cuidador de Idosos tem como principal objetivo contribuir para a qualidade de vida da pessoa assistida, prestando cuidados paliativos. Para tanto, ele realiza uma série de tarefas relacionadas diretamente ao trato com o idoso ou com o ambiente em volta dele.

É importante conhecer o que é e o que não é função do cuidador. Para mais detalhes, recomendamos a leitura dos seguintes artigos:

Resumimos, abaixo, as principais atividades desempenhadas pelo cuidador de idosos em ambiente domiciliar:

  • CUIDADOS COM A HIGIENE – quando o paciente tem limitações motoras ou mentais para realizar a própria higiene pessoal, o cuidador é capaz de auxiliar, seja na escovação dos dentes, no aparo das unhas, no aparo de pelos e barba, no banho, nas idas ao banheiro ou na troca de fraldas, dentre outras atividades cotidianas;
  • CUIDADOS COM O AMBIENTE – visando o bem estar da pessoa assistida, caso ocorram incidentes como enurese (incontinência urinária) e desarranjos intestinais na cama, o profissional pode realizar a remoção dos lençóis e até mesmo a lavagem da roupa de cama, desde que pré-acordado com a família;
  • CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO – se o idoso tem dificuldades para se alimentar sozinho ou preparar seus alimentos, o cuidador dá suporte. Inclusive, essa pode ser uma solicitação médica em casos de debilidade física como Mal de Parkinson e/ou Mal de Alzheimer;
  • CUIDADOS COM A MEDICAÇÃO – os medicamentos de uso oral podem ser administrados pelo cuidador para que sejam respeitados os horários e quantidades, e tal administração deve ser registrada adequadamente em cadernos de registro de atividades, como o Diário do Cuidador gratuito da Acvida;
  • CUIDADOS COM O BEM ESTAR GERAL DO IDOSO como o próprio nome diz, o cuidador cuida e faz companhia ao idoso, o que contribui para o seu bem estar geral. O profissional estimula a autonomia, a motivação, a autoestima, a socialização e a prática de atividades físicas de acordo com as limitações da idade. Em resumo, é função do cuidador manter garantir a manutenção das AVD´s (Atividades de Vida Diária) do idoso assistido.

Técnico de enfermagem x Cuidador

O cuidador de idosos é sim um profissional de saúde, apesar da lacuna da falta de regularização da profissão. Este profissional presta serviços essenciais às famílias com idosos, serviços estes que tendem a ser cada vez mais importantes com o envelhecimento da população.

Como pôde ser observado, existem semelhanças e diferenças entre o trabalho do técnico de enfermagem e o trabalho do cuidador de idosos, quando ambos trabalham em domicílio.

Um não é melhor do que o outro profissional de saúde, são simplesmente diferentes. Enquanto o cuidador foca em garantir que o idoso tenha a melhor qualidade de vida que sua condição permite, o técnico/enfermeiro, em geral, foca na manutenção da própria vida. Mais detalhes em dois artigos onde destrinchamos o tema.

Como se tornar um Cuidador de Idosos bem qualificado

Para ser um profissional de saúde cuidador de idosos bem qualificado, é fundamental realizar um curso profissionalizante idôneo. Essa é a maneira correta de aprender a cuidar de pessoas com a idade mais avançada e desempenhar suas funções com excelência.

Pronto. Agora você já sabe quais são as principais funções de um Cuidador de Idosos e as semelhanças e diferenças que existem entre ele e o técnico de enfermagem. Não deixe de acessar o nosso site e acompanhar nossas publicações. Até a próxima.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

5 Comments

  1. Maria Eulália De Araujo disse:

    Gosto muito dos seus ensinamentos!

  2. Aldízia Peixoto disse:

    Eu sou apaixonada por essa área, não foi a área q me escolheu!!! Foi eu totalmente q escolhi a dedo.. faz 8 anos q dedico a eles…abraços

  3. Neusa Ramoa disse:

    Sou cuidadora ha 4 anos.
    Amo de coraçao.
    O cuidador, so nao cuida do paciente, como tbem auxilia a famîlia através da confiança e dos cuidados prestado a um membro familiar.
    Sou grata a Deus .
    Fui escolhida por ele nessa área, que a cada dia so cresce, e nos ensina a a Amar.
    Cuidadora Neusa Ramoa

  4. Elieuda disse:

    Sou tec. De enfermagem más trabalho como cuidadora na saúde mental e gosto muito aliás, sao as áreas que mais gosto geriatria e saúde mental.

  5. Elisangela Neves Bento. disse:

    Sou cuidadora de idosos e deficientes físicos desde o ano 2001 quando cuidei voluntariamente da minha vizinha que tinha sofrido AVC. Naquela época a profissão de cuidador não tinha o reconhecimento que tem hoje,mas independente disso eu amava ser chamada de cuidadora porque sempre amei cuidar das pessoas.
    Hoje tenho o maior orgulho do curso de um ano de cuidador de idosos que estou prestes a terminar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *