fraldas geriatricas
O Uso de fraldas geriátricas. Como usa-las e porque usá-las
27 de março de 2019
Imposto de Renda para idosos
Imposto de renda para idosos: Dependência financeira não assegura abatimento
12 de abril de 2019
Exibir tudo

A Importância da atividade física na vida do idoso

A Importância da atividade física na vida do idoso

Involuntariamente, todos nós envelhecemos com o passar dos anos. Esse é um processo natural e que, infelizmente, resulta em uma perda gradual de nossas habilidades motoras. O organismo, pouco a pouco, tem a sua estrutura enfraquecida.

A boa notícia é que manter o corpo ativo ajuda (e muito!) a retardar tais efeitos. Esse é apenas um dos inúmeros motivos que comprovam a importância da atividade física, especialmente na terceira idade.

Leia também:

Importância dos exercícios para idosos

6 dicas de saúde para idosos

5 hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis

Sobre a qualidade de vida dos idosos

Com os exercícios, conseguimos controlar a perda de força e massa muscular. Além disso, estimulamos a produção de hormônios e ganhamos mais flexibilidade para realizar as tarefas do dia a dia.

Se você tem interesse em saber um pouco mais sobre a importância da atividade física para idosos e como ela contribui para a sua autonomia e qualidade de vida, continue com esta leitura. Preparamos uma série de dicas valiosas. Veja só!

Envelhecer com saúde

Antes de mais nada, precisamos quebrar alguns tabus. Envelhecer não significa, necessariamente, que tenhamos que nos render às debilidades motoras. Continuar estimulando os músculos e fortalecendo sistemas estruturais é fundamental.

Outro fator que denota a importância da atividade física é o seu benefício para a saúde mental. A disposição e a autoestima são tão importantes quanto às vantagens biológicas dos exercícios, não é mesmo?

Envelhecer com saúde é algo cada vez mais fácil, desde que não caiamos nas garras do sedentarismo. Falaremos um pouco mais sobre ele no próximo tópico.

Perigos do sedentarismo

O sedentarismo é perigoso para a saúde física e mental em qualquer idade. Ele figura como um fator de risco para uma série de doenças degenerativas e crônicas.

É um consenso entre os especialistas que evitar o sedentarismo é uma atitude crucial para que o envelhecimento ocorra com tranquilidade e bem estar. Por essas e outras razões, ainda que pareça complicado no início, é importantíssimo manter o corpo sempre ativo e estimular os idosos da família a se exercitarem também.

Benefícios e importância da atividade física na terceira idade

A importância da atividade física fica evidente quando observamos as vantagens que ela traz para o quotidiano da pessoa idosa. Observe alguns dos benefícios que merecem destaque, a lista é longa:

  • São reduzidas as chances de doenças cardiovasculares e pulmonares;
  • O exercício é um auxiliar no controle de hipertensão e diabetes;
  • A densidade óssea e muscular é impactada positivamente (evitando osteoporose e sarcopenia);
  • Podemos observar avanços expressivos na questão do equilíbrio;
  • A mobilidade, flexibilidade e velocidade de movimentos aumentam;
  • Os reflexos e sentidos ficam mais apurados;
  • São diminuídas significativamente as chances de depressão e ansiedade;
  • É promovido um importante controle nos níveis de gordura corporal;
  • O fluxo sanguíneo melhora e, com ele, são reduzidos os inchaços e dores;
  • As taxas de glicose, triglicerídeos e colesterol ficam mais saudáveis;
  • São prevenidos acidentes vasculares cerebrais (AVCs);
  • O humor é beneficiado e as noites de sono reparador também;
  • São elevados os níveis de energia e disposição;
  • É reduzida a necessidade de medicamentos;
  • Estimula-se a autoconfiança e a melhoria na imagem que a pessoa tem de si mesma.

Intensidade dos exercícios

Com toda a certeza, essa lista enorme de benefícios deixa bem clara a importância da atividade física. No entanto, jamais faça exercícios intensos sem recomendação ou acompanhamento profissional.

Embora a programação de atividades do idoso não seja muito diferente da de uma pessoa mais jovem, existem especificidades de cada faixa etária e tipos físicos que precisam ser respeitadas. É imprescindível começar com exercícios leves e realizar mudanças progressivas quando o condicionamento melhorar.

Conclusões

Com a publicação de hoje, pudemos perceber que a importância da atividade física na terceira idade é igual e até maior do que na juventude. O avanço do tempo gera limitações mas podemos sempre aprimorar nossas capacidades.

Os exercícios, especialmente ao ar livre, são oportunidades de cuidar do corpo e da mente. Basta escolher a atividade que mais combina ou que é mais indicada para o seu perfil e começar o quanto antes. A partir de então, é só manter a motivação e seguir firme na luta contra o sedentarismo. A nossa saúde agradece.

Adriano Colodette Machado
Adriano Colodette Machado
Fundei a Acvida em 2012 após uma necessidade familiar. Por mais de doze anos, minha avó paterna, Dona Benedita, precisou de acompanhamento por cuidadores. Nossa família encontrou todo tipo de dificuldade para atendê-la: pequenos furtos, profissionais pouco qualificados, até maus tratos. Não foi fácil. Mas contornamos os problemas e conseguimos oferecer a ela todo o carinho e conforto que merecia. Percebi uma demanda reprimida por serviços profissionalizados, e com minha experiência em negócios (desde 2003) criei a Acvida. No Blogdocuidado vou compartilhar essa bagagem com nossos leitores. Espero que gostem ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador