Procura por cuidadores
A Procura por cuidadores de idosos vem crescendo a cada dia
22 de janeiro de 2020
Atribuições do cuidador de idosos
Atribuições do cuidador de idosos
12 de fevereiro de 2020
Exibir tudo

5 hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis

5 hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis

Adotar hábitos para manter os idosos saudáveis é fundamental para evitar inúmeros problemas característicos dessa etapa da vida. Afinal, além de prevenir doenças, a prática regular de atividades e exercícios físicos também auxilia no aumento da longevidade e da melhora da qualidade de vida como um todo. E quem não quer envelhecer de forma saudável, não é mesmo? Todos queremos.

Recentemente fizemos uma postagem sobre o assunto, mostrando como um cuidador pode auxiliar idosos a se manter saudáveis e minimizar (ou até evitar) os sintomas do Mal de Alzheimer. Num dos pontos mais relevantes, explicamos com dados científicos como a regularização de uma rotina de atividades físicas pode contribuir para isso. Recomendo a leitura.

Contudo, é necessário saber quais exercícios são mais adequados para a cada faixa etária. No caso do idoso, é importante não exagerar fazendo exercícios ao menos duas vezes por semana, pois nessa fase da vida o corpo funciona de maneira diferente. Na velhice alguns fatores devem ser levados em consideração para evitar o risco de lesões, como a redução dos movimentos do indivíduo, limitações do sistema cardiovascular, a perda de elasticidade nas articulações, ossos mais fracos e diminuição de massa muscular. 

É fundamental que o idoso escolha aquela atividade física que for de seu agrado, que lhe proporcione uma sensação de bem-estar e que também não prejudique sua saúde, por exemplo, não forçando demais as juntas. Fazer uma atividade apenas para movimentar o corpo não trará felicidade a ele, seus gostos devem ser respeitados para que se sinta bem física e psicologicamente.

Para ajudar nesse processo, selecionamos 5 hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis:

1 – Dança

A dança tem um grande destaque para manter os idosos saudáveis. Além de ser um exercício físico divertido e animado, também pode ser praticado em várias intensidades e se adequar às necessidades e restrições dos idosos. Quando praticado com frequência, faz com que os idosos consigam trabalhar a musculatura de todo o corpo e melhorar a coordenação motora. 

Dançar é algo altamente indicado para a melhora da socialização dos idosos com outras pessoas que enfrentam os mesmos problemas que eles e tentam melhorar a sua saúde por meio do ritmo e movimentos. Entre os benefícios da dança estão: fazer a pessoa relaxar, auxílio na depressão ou trauma (tão comum nessa fase da vida), ajuda na timidez, autoestima, entre outros. 

Veja outros benefícios da dança:

  • Queima calorias;
  • Aumenta o condicionamento físico;
  • Fortalece toda a musculatura corporal;
  • Fortalece os ossos evitando a perda óssea (osteoporose);
  • Aumenta a frequência cardíaca, ajudando o coração a bombear mais sangue para o corpo e para os músculos;
  • Aumenta a frequência respiratória;
  • Libera serotonina e endorfina (neurotransmissores que liberam prazer);
  • Reduz as dores;
  • Melhora o aprendizado e a disciplina;
  • Retarda o envelhecimento;
  • Melhora a autoestima;
  • Melhora o ritmo, flexibilidade, agilidade e a coordenação motora.

2 – Natação

Nadar é um exercício físico ótimo para pessoas da terceira idade. Afinal, é algo prazeroso e seguro (se praticado dentro de limites e locais adequados). Os riscos de ocorrer algum tipo de lesão são reduzidos, e durante uma aula de natação é possível desenvolver a coordenação motora e a capacidade respiratória. Além disso, o exercício também consegue promover o fortalecimento corporal como um todo.

Outros benefícios: 

  • Aumento da disposição nas atividades do dia a dia, em serviços domésticos, compras e caminhada;
  • Redução do estresse
  • Aumento na qualidade do sono;
  • Melhora da atividade do cérebro;
  • Melhora de quadros de humor;
  • Aumento da interação social;
  • Aumento da autonomia dos idosos;
  • Combate a doenças degenerativas, como o Alzheimer, que são potencializadas em quadros de sedentarismo;

Segundo alguns estudos científicos, foi comprovado que o contato frequente com a água proporciona melhorias na vida do praticante, no momento da atividade e fora dele. Esses resultados são ainda melhores quando se trata da terceira idade. A natação é inclusive capaz de provocar uma melhora na cognição e no humor. 

Alguns médicos acreditam que a melhora no humor do idoso se intensifica na natação devido a fatores como a interação social aliada a ação relaxante da água. Afinal, ao fazer esse exercício, além da saúde do idoso melhorar, ele faz amizades que estimulam ainda mais a prática do esporte. Isso tira-o da zona de conforto, ajudando inclusive a evitar o desenvolvimento de doenças degenerativas como o Alzheimer.

3 – Corrida ou caminhada acelerada

A corrida também é um dos hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis. Esse exercício físico, principalmente quando praticado ao ar livre, é muito prazeroso. Esse esporte pode ser praticado em todas as estações do ano em quase todos os lugares.  Melhora a massa muscular, massa óssea e a estabilidade articular. Por isso é excelente para melhorar o equilíbrio e consequentemente ajuda a prevenir quedas

  • Reduz o peso corporal;
  • Melhora o nível de colesterol;
  • Aumenta a capacidade cardiorrespiratória;
  • Reduz os riscos de infarto;
  • Aumenta a massa muscular;
  • Reduz a variação da pressão arterial de repouso;
  • Ativa a circulação sanguínea, diminuindo problemas do coração;
  • Melhora a função do rim, que filtra o sangue e reduz o número de substâncias tóxicas que circulam pelo corpo;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Estimula a formação de massa óssea ajudando a prevenir lesões como a osteoporose;
  • Melhora a autoestima;
  • Aumenta o condicionamento físico;
  • Proporciona a sensação de bem-estar;
  • Diminui o estresse e melhora a depressão;
  • Aumenta a eficiência do metabolismo. 

É importante citar que, falando de idosos, é preciso observar se ele/ela foi sedentário, obeso ou tabagista; prestar atenção aos desgastes e limitações funcionais do corpo; e direcionar a corrida (ou caminhada) para mais para funcionalidade, mobilidade, fortalecimento e postura do que para competição. 

Para que um idoso comece a praticar tal exercício é recomendável buscar orientação profissional. Dessa maneira, será elaborado um plano de corrida sob medida para ele e seus avanços serão acompanhados com atenção. Uma dica sempre útil é começar com caminhadas suaves e ir aumentando a velocidade de maneira gradual. 

4 – Hidroginástica

A hidroginástica é uma excelente atividade física para os idosos, pois contribui para o fortalecimento do corpo e a melhora do equilíbrio. Quando realizada com frequência e com a orientação de um profissional capacitado, ela também auxilia nas adaptações musculares. Possui diversos benefícios, entre eles:

  • Perda de peso;
  • Melhora da circulação;
  • Melhora da respiração;
  • Fortalecimento dos músculos;
  • Fortalecimento dos ossos;
  • Melhora da flexibilidade;
  • Aumento da coordenação motora;
  • Preservação as articulações;
  • Prevenção de doenças cardiovasculares;
  • Promoção do bem-estar. 

Ao ser uma atividade realizada na água, ela é uma boa alternativa para quem está começando a sentir problemas com o equilíbrio ou deseja evitar esse tipo de sintoma da velhice. Consequentemente, os praticantes dessa atividade conseguem diminuir de maneira considerável as famosas quedas e os problemas causados por elas, ainda mais se o exercício for realizado juntamente com outras atividades que estimulam a melhora do equilíbrio como a caminhada.

5 – Musculação

A musculação pode ser considerada como um dos principais hábitos para manter os idosos saudáveis. Isso porque os seus movimentos conseguem estimular a produção de massa magra e promover um fortalecimento muscular. O ideal é que essa prática seja realizada sempre de maneira gradual, para não provocar nenhum tipo de lesão, e sob supervisão de profissional educador físico experiente com essa faixa etária.

Com o passar do tempo é possível perceber resultados surpreendentes não apenas no físico, mas também na disposição para a prática de outras atividades físicas, ou seja, a musculação é base para o corpo se adequar a outras modalidade. Entre os benefícios da musculação estão os seguintes:

  • Alívio de dores;
  • Restauração do equilíbrio e redução das quedas;
  • Fortalecimento dos ossos;
  • Manutenção do peso corporal;
  • Controle da glicose no sangue;
  • Saúde mental;
  • Melhoria do sono;
  • Melhora do tecido cardíaco.

Sem dúvida, todos as atividades e exercícios físicos indicados neste artigo são excelentes exemplos de hábitos essenciais para manter idosos saudáveis. No entanto, é importante que passem por uma avaliação médica antes de começar qualquer programa de exercícios.

Isso irá aumentar a segurança e reduzir riscos de danos colaterais à saúde. Por isso, antes de escolher a atividade, é essencial que a família procure a ajuda de um profissional capacitado.

Adriano Colodette Machado
Adriano Colodette Machado
Fundei a Acvida em 2012 após uma necessidade familiar. Por mais de doze anos, minha avó paterna, Dona Benedita, precisou de acompanhamento por cuidadores. Nossa família encontrou todo tipo de dificuldade para atendê-la: pequenos furtos, profissionais pouco qualificados, até maus tratos. Não foi fácil. Mas contornamos os problemas e conseguimos oferecer a ela todo o carinho e conforto que merecia. Percebi uma demanda reprimida por serviços profissionalizados, e com minha experiência em negócios (desde 2003) criei a Acvida. No Blogdocuidado vou compartilhar essa bagagem com nossos leitores. Espero que gostem ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador