empresa de cuidadores de idosos
Como contratar uma empresa de cuidadores de idosos de forma legal
24 de abril de 2019
estresse em idosos
Estresse em Idosos: confira os 5 principais sintomas
29 de maio de 2019
Exibir tudo

O que é Sarcopenia em idosos?

Sarcopenia em idosos

O avanço da idade prega inúmeras peças no organismo. Uma das mais comuns é a perda da massa muscular. O problema é que essa redução da musculatura impacta diretamente na qualidade de vida e na longevidade da pessoa idosa.

Normalmente, durante a juventude, muitos cuidam dos músculos por uma questão estética. Essa preocupação tende a diminuir com tempo. Acontece que a massa muscular bem definida tem funções mais importantes do que apenas a melhoria na aparência do corpo.

Assim como outros sistemas estruturais, como o ósseo, o sistema muscular é fundamental para a sustentação do corpo como um todo. Hoje em dia quase todo mundo sabe o que significa osteoporose, mas poucos sabem o que é a sarcopenia em idosos.

Por isso, este artigo trará uma série de informações importantes sobre o transtorno. Fique de olho!

O que é sarcopenia?

A sarcopenia em idosos consiste na perda da massa muscular. Esse fenômeno começa a se manifestar a partir dos 30 anos de idade, quando o corpo reduz a sua produção de colágeno. No entanto, é a partir dos 50 anos de idade que nota-se a diminuição com mais clareza, pois além da queda no colágeno também há a baixa de certos hormônios.

Infelizmente, ninguém consegue escapar desse destino biológico com facilidade. Inclusive há diversos estudos que apontam para a sua maior incidência entre as mulheres.

De qualquer maneira, podemos prevenir a diminuição da força física e muscular. E é justamente sobre práticas benéficas à manutenção dos músculos que vamos conversar a respeito no tópico seguinte.

Como prevenir a sarcopenia em idosos?

Como mencionado anteriormente, a atrofia e perda muscular da sarcopenia em idosos são processos que fazem parte da nossa natureza. Porém, é claro que pessoas sedentárias estão mais propensas ao problema.

O estímulo físico é a palavra chave para evitar a fragilidade das estruturas musculares dos idosos. Mas essa não é a única atitude preventiva que podemos colocar em prática. Confira mais algumas dicas a seguir:

Praticar exercícios físicos (ainda que mais leves) que envolvam tanto a resistência como a força muscular. Alguns exemplos são as aulas de musculação para a terceira idade e aulas de pilates;

✓ Realizar caminhadas ao ar livre sempre que possível, pois elas ajudam na melhoria da circulação sanguínea e na performance do corpo como um todo;

✓ Ter um cardápio rico em proteínas na alimentação é uma estratégia inteligente para evitar sarcopenia em idosos. Inclua carnes, ovos, derivados de leite e outras fontes proteicas no dia a dia;

✓ Tomar água também é uma forma de estimular a saúde das células, incluindo as musculares;

✓ Fazer visitar regulares a profissionais da geriatria ou clínica geral é essencial na terceira idade. Não podemos esquecer, ainda, dos exames rotineiros e check-ups;

✓ Evitar ao máximo o tabagismo e o consumo exacerbado de bebidas alcoólicas, pois ambos comprometem a hidratação e a salubridade das células, além de diminuírem a massa magra.

Como tratar a perda muscular

Por mais que a mobilidade do idoso diminua gradativamente, é muito importante manter ao máximo possível a sua atividade física e autonomia. Se necessário, conte com a ajuda de um cuidador de idosos para auxiliar nessa tarefa.

Logo mais, você terá mais sugestões de como realizar o tratamento da sarcopenia em idosos, veja só:

✓ Realizar adaptações no lugar em que o idoso reside, para que ele consiga realizar as atividades do dia a dia com segurança e maior mobilidade;

✓ Realizar consultas periódicas para acompanhamento médico, tratando não apenas da sarcopenia como também de outras doenças que afetam o desempenho físico, tais como diabetes, obesidade, alterações hormonais e na imunidade, entre outras;

✓ Manter a dieta do idoso rica em proteínas, preferencialmente com recomendações receitadas por um nutricionista;

✓ Realizar caminhadas e/ou outros exercícios que colaborem para o vigor físico e mental;

✓ Se possível, participar de turmas de hidroginástica, pilates, dança ou de fisioterapia.

Concluindo

A perda muscular ou sarcopenia em idosos é uma realidade que precisamos encarar e combater o mais cedo possível. Quanto antes nos dedicarmos à manutenção e recuperação dos músculos, menor será a dificuldade de regeneração. Assim, também são reduzidas as dores e a falta de flexibilidade no corpo.

Gostou desse artigo? Compartilhe em suas redes sociais.

Adriano Colodette Machado
Adriano Colodette Machado
Fundei a Acvida em 2012 após uma necessidade familiar. Por mais de doze anos, minha avó paterna, Dona Benedita, precisou de acompanhamento por cuidadores. Nossa família encontrou todo tipo de dificuldade para atendê-la: pequenos furtos, profissionais pouco qualificados, até maus tratos. Não foi fácil. Mas contornamos os problemas e conseguimos oferecer a ela todo o carinho e conforto que merecia. Percebi uma demanda reprimida por serviços profissionalizados, e com minha experiência em negócios (desde 2003) criei a Acvida. No Blogdocuidado vou compartilhar essa bagagem com nossos leitores. Espero que gostem ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador