Uma chance para cuidadores de idosos
Uma chance para cuidadores de idosos: são 1200 oportunidades de trabalho patrocinadas pela Acvida
13 de novembro de 2020
Inclusão digital de idosos
Inclusão digital de idosos
19 de novembro de 2020
Exibir tudo

Pressão alta em idosos – conhecer, prevenir e controlar

pressão alta em idosos

A hipertensão arterial na terceira idade, conhecida popularmente como pressão alta em idosos, pode resultar em doenças cardiovasculares graves que muitas vezes surgem de forma silenciosa.

Algumas mudanças na rotina podem ajudar no controle e prevenção, como a prática de atividades físicas e a diminuição da ingestão de sal nas refeições. Mas isto não esgota o tema: há mais a saber por cuidadores e familiares de idosos dependentes. 

Leia também:

Benefícios da prática de exercícios para idosos

5 hábitos essenciais para manter os idosos saudáveis

6 motivos para contratar um acompanhante de idosos

Estresse em Idosos: confira os 5 principais sintomas

Saiba a origem da pressão alta em idosos, dicas, cuidados e outras informações essenciais.

O que causa hipertensão arterial em idosos?

A pressão alta em idosos pode ser desencadeada por diversos fatores, como por exemplo:

  • Enrijecimento dos vasos sanguíneos
  • Alterações dos hormônios (na menopausa)
  • Consumo de bebidas alcoólicas
  • Diabetes, colesterol e triglicérides elevados
  • Excesso de peso ou obesidade
  • Histórico de hipertensão na família
  • Idade superior a 65 anos
  • Ser fumante
  • Histórico de ansiedade e estresse constantes

É importante que o idoso seja acompanhado regularmente por um especialista, como relata o cardiologista Alexandre Drumond da Homecor Atendimento Domiciliar em Cardiologia.

Muitas vezes, o idoso hipertenso permanece assintomático apesar dos níveis elevados da pressão arterial. Até que se descompensa de forma insidiosa (com a condição já avançada) como na insuficiência cardíaca progressiva. Ou de forma aguda como no edema agudo de pulmão, no AVC (acidente vascular cerebral) e nas dissecções aórticas.

Porque a pressão arterial aumenta com a idade?

A medida que se envelhece existe um aumento natural da pressão arterial de maneira gradual e fisiológica, que pode evoluir para uma condição de hipertensão arterial sistêmica.

“Em decorrência do enrijecimento da parede da aorta, vemos com maior frequência o aumento isolado da pressão arterial sistólica (PAS) e a queda da pressão arterial diastólica (PAD), gerando o aumento da pressão arterial de pulso (medida da diferença entre ambas).

Dr. Alexandre Drumond

Some-se a isto que as paredes dos vasos sanguíneos tornam-se menos elásticas e mais fracas com o tempo, o que aumenta o risco de problemas. 

Os idosos estão entre os mais acometidos por AVC (acidente vascular cerebral). Cerca de 85% dos casos de AVC ocorrem nesta faixa populacional” completa o especialista.

Qual é a pressão normal para um idoso?

O idoso deve ser criteriosamente acompanhado de forma individualizada para determinação dos valores de referência explica o Dr. Drumond.

Existem grupos de idosos que se beneficiam de um tratamento mais agressivo, com meta da pressão arterial mais baixa (120×80 mmHg), enquanto noutros são aceitáveis níveis mais elevados (até 160 mmHg de PAS) como no caso de idosos com histórico prévio de Acidente Vascular Isquêmico, que necessitam de pressão de pulso adequada para a reperfusão sanguínea (irrigação adequada) do cérebro” completa o especialista.

Qual é o limite máximo de pressão alta em idosos?

Como citado, os valores aferidos para a pressão arterial devem ser individualizados, não havendo tabela de referência que possa ser utilizada de maneira generalizada.

O que é bom para normalizar a pressão alta?

Manter hábitos saudáveis, manter uma alimentação balanceada e consultar-se com seu médico regularmente são indicações que nunca saem de moda. Evitar a automedicação também. 

Veja outras dicas simples que podem ajudar a controlar a hipertensão arterial.

Alimentos para hipertensos

Aumentar o consumo de frutas, verduras e legumes e diminuir o consumo de sal (cloreto de sódio) é fundamental para controlar a pressão alta em idosos.

Dieta para hipertensos

Confira uma lista com alimentos muito nutritivos e capazes de ajudar o corpo a combater a pressão alta em idosos.

  • Abóbora
  • Água de coco
  • Amêndoa
  • Atum
  • Aveia
  • Azeite de oliva
  • Banana
  • Cacau
  • Cenoura
  • Cereais integrais
  • Cranberry
  • Espinafre
  • Feijão preto
  • Gergelim
  • Inhame
  • Laranja
  • Leite desnatado
  • Linhaça
  • Maracujá
  • Melancia
  • Morango
  • Noz
  • Queijo branco (sem sal)
  • Romã
  • Salmão
  • Sardinha
  • Semente de abóbora
  • Soja
  • Temperos naturais (substitutos ao excesso de sal): salsa, cebolinha, coentro, alecrim, sálvia, manjericão, orégano, alho e louro são saborosos, podem ser cultivados até em varandas (até com ajuda dos idosos e tem diversos elementos benefícios para além do controle da pressão

Atenção ao potássio: o mineral tem propriedades favoráveis para a redução e prevenção da pressão alta em idosos. É encontrado principalmente em frutas, legumes e vegetais de cor verde-escura (alguns já listados acima)

Alternativas para hipertensos

Lembre-se de evitar os excessos bem como controlar o peso, diminuir o consumo de bebidas alcoólicas e evitar o sedentarismo (estimulando exercícios ou fisioterapia dentro das possibilidades do idoso).

Alimentos industrializados devem ser evitados, dentre esses os amaciantes de carne, caldos de carne ou de legumes, molho de soja, molho inglês, sopas em pó, macarrão instantâneo e carnes processadas (linguiça, salsicha, bacon, salame, dentre outros), bem como congelados industrializados e queijos amarelos em geral.

Cuidado também com bolachas e biscoitos. Mesmo os doces possuem sal em sua composição.

Mais ainda, o consumo de alimentos ricos em cafeína, como café, chá verde e bebidas estimulantes também deve ser minimizado.

Remédios caseiros para hipertensão

Além dos já citados acima, alguns chás que funcionam como calmantes e relaxantes naturais também podem ser utilizados para controlar a pressão, como o chá de camomila e de mangaba.

Mas atenção: nenhum alimento deve ser consumido em grandes quantidades ou com fins terapêuticos sem conhecimento de médico ou nutricionista.

Cardápio da dieta para hipertensão

Confira ainda um exemplo de dieta para combater a pressão alta em idosos disponibilizada pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo: baixe aqui.

A carne vermelha está liberada para hipertensos?

Com moderação. Prefira carnes magras grelhadas ou assadas.

Leia ainda:

Como evitar o inchaço nas pernas dos idosos

Se o uso do celular pelo cuidado na residência do idoso incomoda, não deixe de ler

Diarreia em idosos: o que cuidadores e familiares precisam saber

5 funções que o cuidador não faz (não deveria fazer)

Como cuidar de um idoso hipertenso?

Acompanhe a rotina da pessoa idosa que está sob os seus cuidados. Condições particulares como diabetes, insuficiência renal ou doença cardíaca exigem que a pressão arterial seja monitorada com uma frequência maior. Siga as recomendações de seu médico.

Tratamento de pressão alta em idosos

Ao incentivar a prática de exercícios físicos, respeite os gostos da pessoa assistida. O mesmo vale para a alimentação. Siga rigorosamente as prescrições de medicamentos (utilize o Diário do Cuidador gratuito para ajudar na tarefa).

A aderência ao tratamento constitui um problema frequente nesta faixa etária. Soma-se a isto a alta prevalência de outras doenças e o uso de muitos medicamentos concomitantes, e eleva-se o risco de efeitos colaterais indesejados e interações medicamentosas

Dr. Alexandre Drumond

Lembre-se: controlar a pressão alta em idosos é obrigação de todos os envolvidos no cuidado.

Agradecimentos

A Acvida Cuidadores agradece à Homecor Atendimento Domiciliar em Cardiologia (@homecordf) e ao cardiologista Alexandre Drumond por esclarecer as dúvidas enviadas por nossos leitores.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *