Adesivos para Alzheimer
Adesivos para Alzheimer
24 de setembro de 2020
Varizes em idosos
Tudo sobre varizes em idosos
25 de setembro de 2020
Exibir tudo

Inchaço nas pernas dos idosos

Inchaço nas pernas

Ter inchaço (edema) nas pernas não é normal, este sinal deixa claro que algo não vai bem no organismo. Os motivos podem ser variados, assim como varia uma eventual necessidade de intervenção. É fundamental estar atento ao problema.

Na terceira idade, essa atenção deve ser redobrada. O inchaço nas pernas dos idosos podem ser precursores de complicações mais avançadas, tais como as varizes e a trombose.

Leia também:

Exercícios para idosos: confira práticas (em vídeo) que podem ajudar a diminuir o inchaço nas pernas

A pneumonia em idosos: por que devemos manter a atenção?

O Cuidador de idosos é um profissional de saúde? Saiba o que este profissional pode fazer pelo idoso

6 dicas de saúde para idosos com cuidadores

Neste artigo, convidamos a médica Rafaella de Melo, cirurgiã Vascular e Endovascular, membra da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, a responder as dúvidas de nossos leitores. Confira.

Pernas inchadas na terceira idade

Embora a causa do inchaço nas pernas dos idosos possa ser inofensiva (até mesmo o calor, viagens longas ou manter-se sentado por muito tempo pode interferir na espessura dos membros inferiores), doenças cardíacas e alterações hormonais também podem influenciar o transtorno, tornando essencial investigar o que está acontecendo.

O que são as pernas inchadas?

Na terceira idade, os vasos sanguíneos vão ficando mais fracos. Isso faz com que os pés e tornozelos sejam afetados.

As pernas costumam inchar mais frequentemente nas estações quentes do ano. Nesses momentos, os rins nem sempre conseguem processar todos os líquidos que consumimos e as artérias ficam mais cheias de sangue. Com a redução das temperaturas, isso costuma diminuir.

Confira a palavra da especialista.

O que pode causar inchaço nas pernas do idoso?

Pergunta do leitor: O que ocasiona o inchaço nas pernas tão comum na terceira idade?

Dra. Rafaella: Existem várias causas para inchaço nas pernas. Os mais comuns são os problemas circulatórios, alterações ortopédicas, cardiológicas e renais. Em relação à circulação, podem estar relacionadas às varizes ou trombose (coágulo dentro da veia).

Pergunta do leitor: Em que situações um quadro de pernas inchadas deve acender o alerta para os cuidadores do idoso?

Dra. Rafaella: Os sinais mais alarmantes são o inchaço (súbito) de uma perna, enrijecimento da panturrilha (batata da perna) e vermelhidão local. Estes podem ser sinais de trombose venosa profunda.

Pergunta do leitor: O que pode acontecer se um quadro de pernas inchadas persistente for ignorado por familiares e cuidadores? 

Dra. Rafaella: Caso o inchaço seja persistente (especialmente se apenas 1 membro for acometido), a demora no diagnóstico pode acarretar piora de uma possível trombose e, até mesmo, deslocamento do coágulo.

Caso seja em ambas as pernas, pode não ser trombose, mas inchaço é um problema que altera a qualidade de vida e merece ser investigado por profissional médico.

Pergunta do leitor: O que pode ser feito para diminuir o desconforto de idosos independentes com quadros de inchaço mais graves?

Dra. Rafaella: A prática regular de atividades físicas, uso de meias de compressão elástica (devidamente prescrito pelo médico assistente) e hidratação adequada. Caso o inchaço esteja relacionado às varizes, é válido considerar o tratamento das mesmas.

O que é bom para melhorar o inchaço nas pernas e pés?

Pergunta do leitor: No caso de idosos dependentes, como cadeirantes e acamados, como seus cuidadores podem ajudar a diminuir o desconforto das pernas inchadas?

Dra. Rafaella: As medidas mais simples incluem colocar as pernas elevadas (idealmente a 30 graus quando deitados) e auxiliar na colocação da meia de compressão elástica (quando for o caso).

Pergunta do leitor: Um quadro recorrente de pernas inchadas pode ser confundido com o início de elefantíase? Como diferenciar?

Dra. Rafaella: A elefantíase (linfedema – inchaço do sistema linfático) é uma das causas de inchaço nas pernas. O diagnóstico diferencial pode não ser tão fácil. Porém, quando há este tipo de inchaço, a perna costuma ficar globalmente mais rígida. Também é mais comum acometer apenas 1 lado. Na dúvida, consulte o especialista.

 O que provoca inchaço nas pernas?

As causas podem ser variadas, como citado pela Dra. Rafaella. A necessidade de intervenção vai depender de avaliação do médico assistente. Um ponto, em geral, se aplica a todos: a manutenção de uma rotina saudável, incluindo a prática regular de atividades físicas, pode ajudar a diminuir a incidência do transtorno.

Trombose em idosos

Pergunta do leitor: O que é trombose? 

Dra. Rafaella: Trombose venosa é uma situação caracterizada pela formação de coágulos sanguíneos nas veias profundas e superficiais, mais comumente das pernas, que podem dificultar ou bloquear a passagem de sangue, com a oclusão total ou parcial de uma veia. É o TERCEIRO evento cardiovascular mais comum.

Pergunta do leitor: Como proceder em caso de suspeita de trombose em idosos?

Dra. Rafaella: No caso de suspeita de trombose, o paciente deve ser encaminhado imediatamente à consulta com médico angiologista e/ou cirurgião vascular, ou em uma unidade de Pronto Socorro hospitalar.

Problemas circulatórios em idosos

Pergunta do leitor: Quais os fatores de risco mais comuns para trombose em idosos? 

Dra. Rafaella: Listo abaixo.

  • Idade: o risco é maior acima dos 40 anos, havendo aumento exponencial com o avançar dos anos, em especial em pacientes acima dos 70;
  • Trombofilias (doenças da coagulação);
  • Imobilização prolongada (de algum membro);
  • Trombose prévia: pessoas que já tiveram trombose tem 3x a 4x mais chance de desenvolverem uma nova trombose. E nos que já tiveram embolia pulmonar, a probabilidade de surgimento de novos eventos aumenta para 100%;
  • Obesidade (IMC > 30);
  • Cirurgias longas e complexas;
  • Infecções;
  • Câncer (4x a 7x mais chance de eventos trombóticos nestes pacientes);
  • Uso de quimioterápicos;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Reposição hormonal em mulheres.

Pergunta do leitor: Quais os sintomas de um quadro de trombose em idosos independentes? E em idosos dependentes, como cadeirantes e acamados?  

Dra. Rafaella: Depende da localização e extensão das veias acometidas. As mais comuns são: 

  • Dor local (pode aparecer em até 86% dos casos);
  • Inchaço (86% dos casos), que pode não aparecer nos pacientes acamados e pioram quando a pessoa está sentada ou em pé;
  • Aumento da consistência muscular (85% dos casos)
  • Dor à palpação muscular (69% dos casos);
  • Dor no trajeto da veia (63% dos casos);
  • Dilatação de veias superficiais (48% dos casos);
  • Cinose (coloração roxa/azulada) e palidez (17% dos casos, que são considerados mais graves).

Pergunta do leitor: Após um quadro de trombose, o que os cuidadores devem observar na atenção ao idoso?

Dra. Rafaella: Observar piora dos sintomas, o surgimento de tosse, falta de ar e dor nas costas (podem ser sinais de alarme para embolia pulmonar). É essencial o adequado controle da medicação prescrita pelo médico especialista.

Pergunta do leitor: Como diminuir os riscos de uma trombose?

Dra. Rafaella: Listo a seguir.

  • Uso de meias de compressão elástica;
  • Praticar atividades físicas regulares;
  • Evitar ingestão excessiva de bebidas alcóolicas;
  • Manter boa alimentação e hidratação;
  • Em pacientes internados: temos compressão mecânica e anticoagulante preventivo (quando indicado);
  • Acompanhamento com médico vascular – Check-up vascular regular.

O que fazer para diminuir o inchaço nas pernas?

Muitas pessoas acham que, para reduzir o inchaço nas pernas dos idosos, basta oferecer um chá ou medicamento diurético. Ledo engano! Primeiro porque a automedicação é um risco, segundo porque é possível se amenizar o problema mas não atua na causa, mascarando condições potencialmente graves.

O que fazer para acabar com a retenção de líquidos?

Toda e qualquer doença é mais facilmente combatida quando, na verdade, é evitada. Exercícios podem ajudar, mas é necessários que sejam executados sob orientação de médicos e especialistas. A fisioterapia pode ser indicada para aqueles idosos com limitações físicas mais severas.

O que fazer para melhorar a circulação sanguínea nas pernas?

  • Realizar atividades físicas que envolvam a contração da panturrilha;
  • Tomar cuidado com a alimentação para manter o peso equilibrado;
  • Diminuir o consumo de sódio (sal) que está presente em especial nos alimentos ultra processados e embutidos;
  • Tomar bastante água ao longo do dia;

Leia também sobre o que os problemas circulatórios causam em idosos, clique aqui.

Agradecimentos

Agradecemos à Dra. Rafaella pela gentileza de responder às dúvidas de nossos leitores. Seus contatos seguem abaixo.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

23 Comments

  1. Rubens Lace disse:

    Minha sogra caiu e quebrou o fêmur. Ela tem 87 anos e estava se recuperando bem. Já conseguia fazer pequenas caminhadas com o andador. Mas resolveu, á noite, ir sozinha ao banheiro e caiu novamente. Bateu o cóccix. Faz quase dois meses agora e ela acabou ficando impossibilitada de andar e até de sentar. Suas pernas incharam e agora constatamos que estão vertendo água. Isso é normal? O que podemos fazer?

    • Adriano Colodette Machado disse:

      Prezado Rubens, esses sintomas podem indicar uma condição grave. Nossa recomendação é procurar um médico com a maior brevidade possível.

  2. Valdeci disse:

    BOA NOITE.
    Minha mãe está com 90ANOS lúcida nesse mês de de maio de 2020 ela começou a inchar os dois pé ela não gosta muito de tomar água.
    Ela pôde tomar algum chá caseiro?

    • Adriano Colodette Machado disse:

      Olá Valdeci. Em função da idade avançada, recomendamos que procure um nutricionista ou médico antes de oferecer qualquer coisa nova para sua mãe.

  3. Elizeth disse:

    Minha mãe é idosa tem 75 anos as pernas estão inchadas, e a mão também o que pode ser. Ela bebe muito água e agora tem dificuldade de urinar o que pode ser estou preocupada.

  4. Marcio Tatá disse:

    Ola… Vc pode orientar como proceder pra eliminar o inchaço dos pés e das pernas de um individuo com quase 70 anos, sexo masculino, com pressão arterial controlada normal, urina normalmente, bastante atuante sem vida sedentária e toma bastante água… Há aproximadamente 1 semana esta com esse problema… No aguardo, obgd !!!…

    • Adriano Colodette Machado disse:

      Olá Márcio. As orientações que fazemos em no Blogdocuidado tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

  5. Edineia disse:

    Boa tarde, minha Mãe tem 65 anos ultimamente tem apresentado inchaço nas pernas (cochas), o que pode ser?

    • Editorial Acvida disse:

      Olá Edineia, obrigado por acompanhar o Blog da Acvida. As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

      • Suane disse:

        Meu pai fez uma ponte de safena a 5 anos e a um mês teve covid e precisou ser internado por 21 dias agora já está em casa, mas na última semana tem apresentado inchaço nos pés e pernas.

  6. Sônia maim disse:

    Olá minha vó foi internada com pneumonia e infecção urinária fez o tratamento no hospital teve alta mas está muito inchada as pernas pé as mãos ela é acamada e tem Alzheimer avançado , não tem febre a pressão está boa mas ela está muito inchada que devo fazer perguntei quando estava internada disse que era por causa do medicamento e não tinha movimento mas está muito estranha me ajuda por favor

    • Editorial Acvida disse:

      Olá Sônia, as orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

  7. Maria Helena disse:

    Meu pai tem 84 anos levou duas queda,e muchucou os joelhos e bateu no lado direito na barriga.ele tem dificuldade para urinar,e diz que está com cansaço quando anda e quando come.ele não sente vontade de se alimentar.Ele tem Retemia,toma vários remédio do coração e e diabético!Tem problemas de estômago! O que fazer em relação ao cansaço, éo problema para urinar,e sobre o apitite dele.E sobre a dificuldade para dormir?

    • Editorial Acvida disse:

      Olá Maria Helena, tudo bem? As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

    • Milu Baptista Albuquerque disse:

      Eu descobri por mim q os medicamentos me faziam pior do q não tomar . Tenho intolerância e sofro com os efeitos colaterais ! Infelizmente tenho de ser seguida por naturopata ou médico funcional! Mas melhorei bastante …

  8. benhur disse:

    Pai com 80 anos de idade, Parkinson, um pouco cardíaco. Quando se movimenta suas pernas inchadas vertem água. Pergunta: qual especialista devo procurar? Grato Benhur Ramos Rosário do Sul RS

  9. Sidney Azevedo disse:

    Minha sogra tem 89 anos toma remedio para pressao alta e coração, ultimamente está inchando as pernas pé e tornozelo, e doendo o joelho.
    Procurou um medico vascular pediu para drenar o liquido da perna.

    Duvida
    Não teria um remedio para diminuir esse inchaço?

    • Editorial Acvida disse:

      Olá Sidney, tudo bem? As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que siga as orientações de um médico. Um abraço.

  10. Editorial Acvida disse:

    Olá Mariceli, tudo bem? As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico. Um abraço.

  11. FERNANDO CARDOSO PEREIRA disse:

    Prezados Colegas,

    Meu pai, que tem 83 anos, tem refluxo nas pernas, tem uma úlcera varicosa aberta em uma das pernas, para a qual ele faz curativos em uma clínica duas vezes por semana. Ocorre que ele sofreu duas quedas, batendo o joelho, já há algumas semanas e, desde então, sua perna (a outra perna, não a que tem a úlcera) vem inchando. Ele não queria procurar o médico para ver a situação dessa perna, mas andou piorando, a minha dúvida é: para essa questão da perna sem úlcera que está inchada, devemos procurar um angiologista ou outra especialidade?

    Desde já muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *