Plantão de cuidadores
Plantão de cuidadores: 3 coisas que é preciso saber sobre estes profissionais (leia se tiver um idoso em casa)
3 de maio de 2021
Enfermeiro de idoso
Qual a diferença entre o cuidador de idoso, acompanhante de idosos e o enfermeiro de idoso?
6 de maio de 2021
Exibir tudo

Condomínio para idosos: 4 perguntas para fazer antes de comprar um imóvel

Condomínio para idosos

Não procure um condomínio para idosos antes de responder a estas questões. Leia e entenda o porquê.

Confira mais no Blogdocuidado:

Síndrome da Fragilidade em idosos: o que é, e o que cuidadores e familiares precisam saber

Você sabe o que é hipertensão sistólica isolada no idoso?

Felicidade e liberdade para idosos e seus cuidadores

Conheça a ABECI (Associação Brasileira dos Empregadores dos Cuidadores de Idosos)

Condomínio para idosos

Primeiramente, cabe esclarecer se a família procura um imóvel para o idoso residir com outros familiares, para morar sozinho, ou mesmo se busca uma ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos), também conhecida como Casa Lar ou Asilo (nomenclatura antiga e fora de uso).

Este artigo trata sobre condomínio para idosos morarem sozinhos ou acompanhados por seus familiares. Se não for o que procura, sugerimos a leitura dos seguintes artigos:

Casas de idosos, asilos, clínicas, espaços para a terceira idade: entenda como funcionam os lares (residenciais) para idosos

Asilo para idosos: o que saber antes de procurar um

Condomínio de idosos

Muitos projetos residenciais já nascem concebidos para a grupos específicos, como os idosos. Mas isto não quer dizer que qualquer imóvel projetado para idosos sirva especificamente para o seu idoso.

Por isso, confira nossas dicas ao escolher uma casa/apartamento para si ou para um ente querido.

Qual a localização?

O primeiro ponto a se observar, claro, o bairro.

É capaz de atender as demandas do idoso? Um atendimento de saúde emergencial não ficará prejudicado pelo trânsito? Não é distante demais das casas dos parentes, de modo a dificultar visitas e isolar o idoso?

Tudo isto deve ser levado em conta e discutido com os futuros moradores e seus familiares próximos.

Imóvel novo ou antigo?

Em imóveis mais antigos, questões como a largura de portas e boxes pode ser um problema para idosos com dificuldades de locomoção, em especial cadeirantes.

Como nem sempre reformas são viáveis, seja por questões financeiras, seja por questões estruturais, verifique se os vãos das portas dos quartos e banheiros tem, pelo menos, 80cm de largura.

Pelo mesmo motivo, prefira residências térreas, ou onde a suíte principal fique no térreo. Estas orientações são válidas mesmo para pessoas com perfeita mobilidade; afinal, nunca se sabe o futuro.

O idoso é dependente ou independente?

Outro ponto a se detalhar são os níveis de capacidade funcional e requisitos pessoais do idoso: uma moradia para um idoso independente é completamente diferente de uma moradia pensada para aquele com limitações físicas e/ou cognitivas. 

Via de regra, a arquitetura para idosos deve se preocupar em deixar a casa segura com base nos seguintes parâmetros:  

  • A iluminação deve ser uniforme sem áreas de sombra;
  • Deve haver iluminação de reforço principalmente em áreas importantes de trabalho, tais como bancadas de cozinha e de banheiros;
  • O piso deve estar nivelado, fosco, antiderrapante e uniforme;
  • É importante manter as circulações de forma que uma pessoa cadeirante consiga passar de um cômodo a outro sem deslocar objetos;
  • Deve haver barras de apoio em locais estratégicos, como locais de circulação e banheiros;
  • É necessário ter áreas de descanso principalmente quando o idoso tiver que percorrer distâncias, como corredores compridos; 
  • Deve-se manter os locais de circulações completamente livres de obstáculos tais como: brinquedos, fios soltos, móveis, objetos baixos entre outros;
  • Deve-se evitar o uso de tapetes;
  • Tanto os mobiliários quanto os armários precisam estar em alturas adequadas e, preferencialmente, sem quinas anguladas;

Mais detalhes na entrevista concedida pela arquiteta especialista em arquitetura funcional para idosos, Anamélia Francischetti, ao Blogdocuidado.

Condomínio para idosos no Brasil?

Se o condomínio foi pensado para idosos, normalmente problemas relacionados à vizinhança costumam ser menos prevalentes.

Mesmo assim, vale a pena se debruçar no material de marketing dos corretores (no caso de imóveis novos) para ver se, de fato, a comunicação é voltada para a terceira idade. Isto porque condomínios para idosos tem muitas características que também agradam a adultos jovens, como áreas de lazer completas, grandes espaços abertos, serviços agregados, e as construtoras tendem a maximizar seu potencial de vendas tentando mesclar os dois públicos.

Só que, na hora da convivência, a tranquilidade buscada pelo idoso muitas vezes colide com o ímpeto “festeiro” dos moradores mais jovens.

No caso de imóveis já entregues, vale conversar com o síndico e vizinhos para certificar-se que a vizinhança tem perfil compatível com o que se espera.

Outro detalhe no caso de imóveis usados: não deixe de perguntar por problemas como vazamentos e infiltrações, problemas elétricos, histórico de obras (muitos condomínios tem isto registrado em documentos específicos), além de pedir uma certidão de ônus (no cartório de imóveis).

Como funciona condomínio para idosos

Ainda tem dúvidas sobre como funciona, ou sobre como escolher, um condomínio para idosos? Deixe suas perguntas e comentários abaixo e teremos prazer em responder.

Se precisar contratar cuidadores para acompanhar um ente querido, conte com a Acvida.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador