Gripe no trabalho
Gripe no trabalho: cuidadores de idosos podem trabalhar gripados?
10 de novembro de 2020
Prevenção de queimaduras em idosos
Prevenção de queimaduras em idosos
12 de novembro de 2020
Exibir tudo

Manipulação de alimentos pelo cuidador de idosos

Manipulação de alimentos

A correta manipulação de alimentos por parte do cuidador de idosos é um ato não só de dever, mas também de respeito. Evitar contaminações e doenças é obrigação do cuidador.

O principal fator é em relação à higiene pessoal, um cuidado simples, mas que muitos esquecem de fazer corretamente, ocasionando diversos problemas a outros indivíduos sem se dar conta da sua gravidade. 

Leia também:

Segurança alimentar do idoso: dicas essenciais

Boa alimentação é a chave para combate a doenças

Sobre a alimentação de idosos: o que cuidadores e familiares precisam saber

Neste artigo falaremos melhor sobre essa questão. Continue conosco.

O que é manipulação de alimentos?

A manipulação de alimentos é basicamente a forma de prepará-los dando a devida atenção às regras básicas de higiene para evitar riscos e contaminações.

Os cuidados envolvem principalmente a correta forma de higienizar as mãos, os alimentos, equipamentos e utensílios domésticos, além de fazer uso correto da água (que deve ser sempre limpa e tratada).

Também é muito importante fazer o armazenamento das comidas como indicado nas embalagens, prestar atenção às datas de vencimento e sua conservação. 

Quem são os manipuladores de alimentos?

Os manipuladores de alimentos são as pessoas que entram em contato direto ou indireto com o alimento, seja produzindo, vendendo, transportando, recebendo, preparando ou servindo. 

É muito importante que esses profissionais, incluindo cuidadores de idosos ao realizar a manipulação, tenham o máximo cuidado possível para diminuir a possibilidade de transmitir microrganismos (muitos causadores de doenças sérias). 

A contaminação pode partir das mãos, pele, cabelos, boca, garganta, nariz, e nas suas secreções como as fezes, urina, saliva e suor. 

Conformes estudos científicos da Revista Higiene Alimentar, aproximadamente 60% das enfermidades de origem alimentar causadas por microrganismos patogênicos têm como responsáveis os manipuladores de alimentos. 

O que são as boas práticas de manipulação?

As boas práticas de manipulação de alimentos podem ser divididas em três principais partes: a higiene pessoal, o cuidado com o ambiente e o cuidado com os alimentos (este último falaremos melhor no próximo tópico). 

As mãos são as principais partes do corpo que precisam de atenção, principalmente por tocarem diversos objetos contaminados durante o dia. 

É recomendado lavar as mãos com sabonete bactericida inodoro ou sabão, e secá-las com papel toalha não reciclado. Aplicar álcool 70% não substitui a lavagem das mãos na manipulação de alimentos.

Outros cuidados higiênicos também são essenciais. Veja a seguir as principais recomendações:

  • Tomar banho todos os dias (parece óbvio mas é uma dica nem sempre seguida)
  • Evitar o uso de pulseiras, anéis e perfume na hora de preparar os alimentos
  • Manter a unhas sempre curtas, limpas e sem esmalte (sem alongamentos artificiais para unhas)
  • Utilizar uniforme apropriado com avental, luvas nas mãos (quando indicado), touca nos cabelos e máscaras
  • Evitar passar as mãos nos cabelos
  • Não secar a mão no uniforme ou pano de prato
  • Retirar ou aparar barbas e/ou bigodes (homens)

Com esses cuidados é possível remover bactérias, células descamativas, oleosidade da pele, pêlos, suor e demais sujeiras.

Quanto ao ambiente é importante:

  • Limpar a geladeira e o freezer (a cada 6 meses ou conforme as autoridades sanitárias);
  • Trocar ou limpar o filtro de água nas datas indicadas;
  • Manter parede, piso e teto conservados e sem descascamentos, goteiras, infiltrações, mofo e rachaduras;
  • Não utilizar os mesmos utensílios sem lavá-los antes de manipular outros alimentos;
  • Garantir a limpeza diária do local de manipulação;
  • Distanciar os banheiros, caixas de gordura e esgoto das áreas de preparo e armazenagem do alimento;
  • Distanciar objetos e animais que possam favorecer a contaminação, como vasos de plantas e animais domésticos;
  • Ter cuidado com o lixo, mantendo-o fechado e distante dos alimentos.  

Uma boa dica é deixar de lado o uso de tábuas de madeira, que absorvem mais os odores e sujeiras, e optar por equipamentos de fácil limpeza como as tábuas de aço inox. 

Leia ainda:

Como ter um envelhecimento saudável

Dentista para idosos atendem em domicílio?

Inchaço na perna dos idosos: como prevenir e tratar (dicas com especialistas)

Quais os cuidados que devemos ter na manipulação dos alimentos? 

Além dos cuidados com a higiene pessoal e ambiente, é muito importante saber realizar uma boa manipulação de alimentos, lavando-os bem, mantendo-os refrigerados e acondicionados em embalagens e recipientes apropriados e identificados. Tenha especial atenção com os seguintes alimentos:

  • Cozidos: devem ser mantidos quentes quando expostos ao consumo e, antes de refrigerar, não espere atingir a temperatura ambiente (coloque na geladeira ainda quente pois o choque térmico ajuda a eliminar patógenos potencialmente contaminantes, com o cuidado de não se aproximar de outros alimentos já refrigerados);
  • Crus: devem ser mantidos refrigerados e só expostos à temperatura ambiente na hora do consumo. 

Qual a importância das boas práticas de manipulação de alimentos?

Adotar boas práticas de manipulação de alimentos só traz benefícios a nossa saúde e a do próximo, evitando doenças ocasionadas por microrganismos e outros patógenos.

Por isso, é tão importante cuidar da correta manipulação de alimentos pensando no bem estar das pessoas idosas, proporcionando-lhes uma vida saudável e digna. 

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador