Memória do idoso
Vale a pena preservar a memória do idoso para as próximas gerações
24 de fevereiro de 2021
Doenças e síndromes
Saiba mais sobre doenças e síndromes que acometem a terceira idade
26 de fevereiro de 2021
Exibir tudo

Saturação baixa em idosos: o que fazer

Saturação baixa em idosos

A saturação baixa em idosos é uma condição que ocorre quando o corpo não recebe oxigênio suficiente ou não absorve este gás de maneira adequada. Isso pode ocorrer devido a uma variedade de problemas médicos, como o distúrbio pulmonar obstrutivo crônico (DPOC) ou a apneia do sono, dentre outros.

Um aspecto importante do atendimento ao idoso é reconhecer os sinais de alerta de hipóxia (baixa concentração de oxigênio no organismo), pois é considerada uma emergência médica e é necessário tratamento imediato para prevenir danos aos órgãos.

Leia também:

Como cuidar da saúde da pessoa idosa na terceira idade?

Descubra porque usar a cadeira de banho para idosos mesmo quando o assistido tiver alguma independência

Preciso de uma cuidadora urgente: o que fazer se este for o caso de sua família

Saturação baixa em idosos pode ser tratada com CPAP e BiPAP? Clique e confira

O que acontece quando a saturação está baixa?

Pessoas saudáveis, em condições normais, não precisam monitorar os níveis de oxigênio no sangue regularmente.

Mas aquelas com doenças pulmonares crônicas como DPOC, fibrose pulmonar ou enfisema, podem ter níveis de oxigênio no sangue abaixo do normal devido à doença. Tais indivíduos podem exigir monitoramento regular, assim como aqueles com condições infecciosas como covid-19 ou pneumonia.

Como saber se a saturação está baixa?

Dificuldade para respirar, sensação de falta de ar crônica, baixa disposição mesmo para atividades de vida diária e confusão mental são sintomas de uma baixa oxigenação sanguínea. Mas estes, por si, não diagnosticam necessariamente a condição.

É importante observar que o nível de saturação de oxigênio varia consideravelmente com base no estado de saúde e idade da pessoa. Oxímetros de dedo, comumente encontrados em farmácias, podem ser adquiridos para o monitoramento constante da saturação baixa em idosos.

Uma pessoa saudável, com oxigenação adequada do corpo, costuma ter uma saturação de oxigênio acima de 95%. Em condições leves, como gripes ou resfriados, a saturação pode ficar entre os 93 e os 95%, sem motivo de preocupação. Valores abaixo de 90% podem indicar a presença de alguma doença capaz de reduzir a eficiência das trocas gasosas entre o pulmão e o sangue, como asma, pneumonia, enfisema, insuficiência cardíaca, dentre outras.

Mas atenção: muitos dos equipamentos encontrados no mercado podem oferecer resultados pouco confiáveis se operados incorretamente, consulte seu médico ou profissional de enfermagem antes de adquirir ou usar um oxímetro.

Outro ponto a se observar é que o número indicado no oxímetro, por si, não determina se a oxigenação está adequada: é necessário acompanhamento profissional para qualquer diagnóstico e prescrição de tratamento, que pode incluir o recebimento de oxigênio suplementar (medicinal). Isso pode ser feito em casa, quando é chamado de oxigenoterapia domiciliar.

O concentrador de oxigênio é um aparelho capaz, como sugere o nome, de aumentar a concentração do oxigênio no ar, de cerca de 21%, para níveis mais adequados ao tratamento da saturação baixa em idosos. Indicado para casos em que a necessidade de oxigênio não seja alta, é um aparelho simples e funciona ligado a tomadas comuns.

Cilindros de oxigênio podem ajudar com a saturação baixa em idosos

O cilindro de oxigênio medicinal (citado comumente como “bala”) é mais adequado a demandas mais altas, como no caso de pacientes mais críticos.

O oxigênio suplementar deve ser prescrito pelo seu médico. Atenção: não utilize-se de fontes de oxigênio por conta própria (sem prescrição médica). O gás é vital para qualquer ser vivo, mas se utilizado em altas concentrações pode trazer problemas à saúde, por exemplo, aumentando o estresse oxidativo.

O que fazer para aumentar a oxigenação do sangue?

Algumas medidas de autocuidado podem ser tomadas pelas pessoas para reduzir os sintomas de falta de ar (típico em casos de saturação baixa em idosos) e melhorar a saúde geral e a qualidade de vida. 

Esses incluem: parar de fumar; evitar o fumo passivo em lugares onde outras pessoas fumam; manter uma dieta saudável com muitas frutas e vegetais; fazer exercícios regularmente.

O exercício regular também pode melhorar os níveis de saturação de oxigênio de forma sistêmica. Lembre-se de conversar com seu médico ou profissional de educação física antes de iniciar ou alterar uma rotina de exercícios.

Uma alimentação saudável também desempenha um papel importante na saturação sanguínea do oxigênio. Alguns alimentos ajudam para que se tenha ferro suficiente no organismo, pois baixos níveis de ferro dificultam o transporte do oxigênio às células. 

Experimente incorporar alimentos como atum enlatado ou carne bovina à sua dieta. Se você é vegetariano ou prefere não comer muita carne, ainda pode obter ferro de fontes vegetais. Feijão, lentilha, tofu (queijo de soja), castanha de caju e folhas escuras (couve, espinafre, brócolis) são ótimas opções. 

Tomar suplementos com vitamina C, ou comer frutas cítricas, junto às refeições, ajuda o corpo na absorção do ferro ingerido.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

10 Comments

  1. Maria de JesusAlv3ssantos disse:

    Muito boas as informações

    • Maria Aparecida Alves Coelho Rabello disse:

      Boa tarde! Tenho púrpura tronbocitomenica tive Covid no final de janeiro de 2021 fiquei na UTI por 15 dias.( Não entubada). Agora em casa já recuperando. Já consigo fazer alguma coisa. Porém minha saturação com exercício consigo elevar a 95 /96 mas quando me esforço começo a tossir. A sturacão a noite chega 85 a 90. Agora tenho sentido muita fraqueza e corpo trêmulo é as vistas meio que embaralhar. Estou no momento só com uso de vitaminas. E normal o que estou sentindo? Tenho 60 anos

      • Editorial Acvida disse:

        Olá, obrigado por acompanhar o Blog da Acvida. As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

        • Francisco de Assis Moraes de Oliveira disse:

          Boa tarde !

          Tenho 72 anos , levo uma vida sedentária.
          Não tenho nenhum sintomas do Covid.
          Tudo normal.
          Venho verificando minha saturação e em algumas vezes ,estou saturando 94.
          Isso é normal para minha idade ?
          Desde já meu muito obrigado.

          • Editorial Acvida disse:

            Olá, obrigado por acompanhar o Blog da Acvida. As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

  2. Deilza santos correria disse:

    Boa noite minha mãe fez um amputação no dedo do de e está com a saturação baixa mais não tá com fala de ar o que devo fazer

    • Editorial Acvida disse:

      Olá, obrigado por acompanhar o Blog da Acvida. As orientações que fazemos tem caráter geral, ou seja, não substituem uma avaliação personalizada de um profissional competente. Por isso, sugerimos que procure um médico.

  3. Natália disse:

    Boa noite. A pergunta é. Qual o nível de saturação para idosos? É o mesmo valor para qualquer idade? Senti falta dessa i formação na matéria.

  4. RAIMUNDO SACRAMENTO disse:

    Boa tarde ..
    Minha mãe contraiu COVID e ficou 19 dias internada. hoje a satuaração dela oscila entre 92 e 96 , lembrando que ela TEM DPOC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador