Está em dúvida sobre contratar Cuidadora para idoso ou lar para idosos? Este artigo é leitura obrigatória!

Se você tem um idoso na família, mesmo que ele ou ela seja independente, já deve ter parado para pensar na seguinte questão: quando meu ente querido não puder mais ficar sozinho, seja por algumas horas, seja 24 horas por dia, o que fazer?

Ter cuidadora para idosos é a melhor opção? Levar ele para um lar para idosos é uma opção? Será possível conciliar os dois, lar em alguns dias da semana, cuidadora para idosos em outros, ou mesmo manter o idoso em uma lar para idosos com um cuidador particular?

Cuidadora para idosos em casa X Lar para idosos

Assumir que um ente querido não pode mais ficar sozinho é um passo pelo qual muitas famílias passarão em algum momento da vida.

As pessoas idosas, em especial as superidosas (acima de 80 anos), muitas vezes não se prepararam para isso. O ciclo da vida a que se acostumaram a ouvir era: nasce, cresce, reproduz e morre.

Com a expectativa de vida saltando de cerca de 50 anos no meio do século XX, para mais de 80 no século XXI (não incomum passando de 90 ou 100!), a figura de um idoso a receber ajuda em suas atividades de vida diária passou a ser comum.

Para oferecer subsídios a quem quer ajudar um ente querido, a Acvida preparou um roteiro breve para esclarecer algumas das principais dúvidas das famílias, bem como orientar aqueles que estão decidindo sobre enviar seu familiar para uma casa de repouso, ou mantê-lo no ambiente familiar com a ajuda de um cuidador particular.

Cuidadora para idosos ou Lar para idosos?

Depende das expectativas, necessidades, e do estágio de maturidade de todos os envolvidos na tomada da decisão. Vamos conhecer melhor cada alternativa.

O que é um Lar para idosos?

É uma moradia permanente, também conhecida como ILPI ou Instituição de Longa Permanência para Idosos, em que as pessoas são admitidas para residir por tempos curtos ou indeterminados. A casa de repouso deve oferecer atendimento de equipe multidisciplinar composta, por exemplo, de:

  • Fisioterapeutas
  • Terapeuta Ocupacional
  • Musicoterapeuta
  • Fonoaudióloga
  • Nutricionista
  • Médico Geriatra

Também deve incluir todas as refeições diárias, serviço de lavanderia e atendimento com remoção (assemelhado a uma ambulância) 24h para atendimentos de emergência.

Embora o atendimento oferecido pelas instituições possa variar, em geral não está incluído o fornecimento de medicações, fraldas, luvas de procedimento e dietas especiais como dieta enteral, suplementos alimentares e itens de curativo em geral.

Tipos de acomodações de uma casa de repouso

Comumente são disponibilizadas acomodações individuais ou semi-individuais (quando os banheiros são compartilhados), além de acomodações duplas, triplas e quádruplas. Todas devem ser bem arejadas e planejadas com acessibilidade e segurança respeitando a legislação.

Lar de idosos

Lar para idosos

Um lar para idosos, um local de alto nível para pessoas exigentes, é um conceito que oferece toda a estrutura necessária para o bem-estar e qualidade de vida de seus residentes, com serviços assemelhados a um hotel 5 estrelas, a segurança de uma equipe de plantão 24h/dia, visando a autonomia e independência do idoso.

Sempre com serviços de alto padrão, o perfil de cada instituição irá variar: urbano, rural, mais aconchegante como uma casa, com cara de hotel. Por isso, as famílias devem ter claro o que buscam ao procurar um Lar para idosos.

Amplo jardim, área gourmet, varandas com vista, estas são algumas das características que os hóspedes de alto padrão buscam para viver em harmonia e equilíbrio num local diferenciado. Ponto comum a todos os lar para idosos é que devem primar pela superação das expectativas dos residentes e de suas famílias.

Vantagens de institucionalizar o idoso num lar para idosos

  • A rotina padronizada costuma tornar o idoso mais ativo, orientado e independente;
  • O isolamento por sintomas leves de demência, de surdez ou cegueira geram um corte da parte social, em seguida depressão: casos como estes são menos prevalentes em pacientes institucionalizados;
  • A socialização melhora;
  • A medicação, com técnica, é sempre ofertada;
  • A alimentação é regrada (até 6x por dia), e com isso melhora a saúde em geral;
  • Com tudo isso, muitos sintomas relacionados ao Alzheimer chegam a deixar de ser percebidos.

Cuidadora para idosos atende em lar para idosos?

Muitos pensam que basta colocar o idoso num lar para idosos e todos os seus problemas estarão automaticamente resolvidos. Mas não é bem assim.

Cada instituição acolhe pacientes com determinado perfil: apenas mulheres, apenas idosos independentes, apenas idosos com determinado grau de dependência, ou mesmo idosos acamados e com estrutura de Home Care dedicada.

A instituição, via de regra, fornece cuidadores para um atendimento coletivo, mas se a família desejar ou precisar de cuidadora para idosos particular 24 horas por dia, deverá mantê-lo à parte.

Assim, não é incomum que, além dos cuidadora para idosos e enfermeiros da instituição, as famílias solicitem ou tragam seus cuidadores particulares para auxiliar seus entes queridos institucionalizados em casas de repouso.

Manter o idoso em casa com cuidador exclusivo é melhor?

Culturalmente, a família brasileira tende a preferir, quando há recursos, cuidar de seus idosos dentro de sua própria residência. Certamente manter-se em casa durante toda a vida é um luxo, e um profissional particular ajudará (e muito) com isso.

Vantagens de manter o paciente em casa com cuidadora para idosos particular

  • Manter os hábitos “de sempre” no clima caseiro costuma deixar o idoso mais relaxado;
  • Maior proximidade da família;
  • Maior autonomia para o idoso;
  • A medicação e as atividades de vida diária podem ser acompanhados pelos familiares através do Diário do Cuidador;
  • A alimentação é sempre ao gosto do idoso;
  • Muitos geriatras recomendam que se mantenham os hábitos pré-doença, no caso de idosos demenciados, o que é impossível numa instituição;
  • A família contrata cuidadores estritamente nos dias/horários em que precisa, com total controle de gastos;

Para entender tudo o que é preciso saber antes de contratar uma cuidadora para idosos, recomendamos a leitura de nosso artigo não contrate um cuidador antes de ler.

Então, por onde começar?

Levantadas as variáveis mais importantes para a maioria das famílias, volta-se à questão: é melhor ter cuidadora para idosos em casa ou institucionalizar o idoso em lar para idosos?

Para decidir, sugerimos conversar abertamente com todos os interessados. Irmãos, filhos, netos, os próprios idosos quando tem condições de exprimir sua vontade.

Depois, defina se sua família está disposta a participar ativamente do dia a dia do idoso, o que irá ocorrer se ele ou ela permanecerem em casa, ou se prefere delegar o acompanhamento diário a um lar para idosos, o que jamais deve significar abandono.

Ficar na residência engloba a todos os envolvidos no cuidado pensar e acompanhar a rotina do assistido, mesmo que os cuidadores de idosos seja o braço que vai executar as tarefas.

Colocar o idoso num lar para idosos não quer dizer que a família não terá nenhum trabalho dali por diante. Para saber mais sobre lares de idosos, recomendamos acessar a seção ILPI do Blogdocuidado.

Em muitos casos, um formato híbrido pode ser a solução: o idoso passa alguns períodos no lar para idosos, por exemplo em horário comercial de segunda à sexta, voltando para dormir com a família todas as noites e finais de semana (com cuidadores de idosos particulares), ou mesmo fica na residência com cuidador em dias úteis e permanece na instituição apenas em dias não úteis.


Se precisar de ajuda para encontrar lar para idosos adequados às suas expectativas, ou mesmo para conversar sobre o tema com profissionais especializados, sem compromisso, conte com a Acvida.

Se precisar de ajuda para encontrar cuidadora para idosos profissionais, conte conosco.