Segurança no deslocamento do idoso
Segurança no deslocamento do idoso
3 de agosto de 2020
Cérebro do idoso
Cérebro do idoso
5 de agosto de 2020
Exibir tudo

Xerostomia em idosos

Xerostomia em idosos

Xerostomia em idosos (a popular boca seca), você conhece esse problema bucal? Quando não tratada, pode causar sérios problemas a saúde do idoso. Isso porque ela afeta tanto a mastigação quanto a estrutura dental do paciente.

Leia também:

Saúde do idoso: pergunte ao especialista

Dentista para idosos: o tratamento domiciliar é eficaz?

O que é e como tratar a infecção urinária em idosos?

A pneumonia em idosos: por que devemos manter a atenção?

Apesar de existir tratamento, a melhor forma de evitar a evolução desse problema bucal é investir na prevenção. Para tanto, o idoso deve ser acompanhado continuamente por uma equipe de profissional capacitada.

Diante da gravidade (e dos incômodos) causados por esta doença bucal nos pacientes idoso, ao longo deste artigo iremos apresentar mais informações sobre esse problema.

O que é xerostomia em idosos?

A Xerostomia em idosos, também conhecida como boca seca, é um sintoma da falta ou redução da produção de saliva feita pelas glândulas salivares. Normalmente, essa sensação pode ser provocada por fatores diversos, que vão desde longos períodos de fala ou até mesmo por doenças como a Diabetes Melitus.

Problemas causados pela xerostomia

Os sintomas atingem diretamente pessoas idosas, estressadas ou que fazem tratamentos com uso constante de medicamentos. De modo geral, os idosos são o grupo que mais apresenta mais problemas com a boca seca.

Dificuldade de mastigar

A dificuldade de mastigação e deglutição são algumas das principais queixas dos pacientes idosos que sofrem com esse problema bucal. Isso não só gera um grande desconforto na hora de se alimentar, como também prejudica diretamente a digestão adequada dos alimentos (mais detalhes na entrevista do Dr. Eduardo Lobo, gastroenterologista).

Em alguns casos, os pacientes chegam a relatar que pedaços de comida ficam presos na mucosa bucal durante o processo de mastigação e deglutição. Nesses casos, o início de um tratamento adequado se torna primordial para a recuperação da saúde do idoso.

Candidíase bucal

A candidíase bucal é um dos problemas causados pela Xerostomia em idosos. Ele surge devido a redução do fluxo salivar provocar uma diminuição na limpeza bucal e da atividade antimicrobiana, que protege a boca da proliferação de fungos.

Como consequência, começam a surgir com frequência aftas na língua ou bochecha, sensação de ardência na garganta e na boca. Caso não seja tratado a tempo, o quadro de candidíase pode ser agravado e atingir o esôfago.

Aparecimento de cáries

Os idosos que apresentam problemas como a Xerostomia estão mais propensos ao surgimento de cáries, sobretudo daquelas caracterizadas como radiculares e cervicais. Por isso, é de suma importância que o paciente seja acompanhado continuamente por uma equipe de profissionais bem capacitada.

Apenas assim ele poderá receber o tratamento adequado e evitar problemas bucais ainda maiores, como a perda total do dente, por exemplo. Caso isso aconteça, seria necessário recorrer ao uso de próteses fixas ou móveis para garantir a preservação da saúde bucal.

Diagnóstico de xerostomia

Após identificar algum dos problemas causados pela boca seca Xerostomia, é preciso ficar atento e procurar o tratamento o quanto antes, para que os efeitos desse sintoma não sejam agravados. O recomendado é buscar uma clínica odontológica especializada e de credibilidade para realizar o diagnóstico.

Geralmente, esse diagnóstico consiste na avaliação dos sinais da xerostomia e na realização de um exame simples e indolor chamado de sialometria, que consiste em avaliar a quantidade e qualidade da saliva produzida.

Assim, o profissional conseguirá identificar a principal causa da xerostomia e poderá indicar o tratamento ideal de acordo com as necessidades de saúde de cada paciente.

Agora que você conhece os problemas causados pela boca seca Xerostomia, não deixe de fazer o acompanhamento profissional adequado.

Agradecimentos

Agradecemos aos profissionais da Clínica Odontológica Implantomed que gentilmente responderam às questões sobre a xerostomia enviadas por nossos leitores.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

3 Comments

  1. Fabiana disse:

    Olá, gosto muito dos artigos, tem me ajudado muito para com meus trabalhos e pesquisas, pois estou fazendo pós graduação em Geriatria e Gerontologia.

  2. Juliana gomes lima disse:

    Tenho 28 anos e tenho os sintomas nao sei mais o que fazer moro em feira de santana(bahia ) e ate o momento nao encontrei um medico que tenha essa expecialidade todos os dias e um tormento a lingua arde o dia todo nao sei mais o que fazer

    • Adriano Colodette Machado disse:

      Olá Juliana, o contato do de um dentista que talvez possa lhe ajudar está disponível em nossa postagem DENTISTA PARA IDOSOS: acvida.com.br/saude/dentista-para-idosos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador