Clima seco
3 dicas para o idoso enfrentar o clima seco do inverno no Brasil
8 de julho de 2020
Autonomia do idoso
Autonomia do idoso
13 de julho de 2020
Exibir tudo

Vacinação de idosos no Brasil: sua importância e o calendário

vacinação de idosos

Nosso país possui um calendário de vacinação de idosos e isso ajuda a prevenir doenças em toda a população. Inclusive, a vacinação para essa faixa etária no Brasil, em relação a gripe, teve bons resultados neste ano.

É muito importante que familiares ou o próprio idoso procure esta prevenção, pois as vacinas são essenciais para manter a boa saúde na terceira idade, evitar o risco de transmissão de doenças, hospitalização e até mesmo óbitos.

Leia também

Saúde do idoso: pergunte ao especialista

Medicamentos para idosos

Quando procurar um geriatra?

Senescência e senilidade

Idosos no Brasil

Sabemos que o envelhecimento é um processo natural que todas as pessoas vão passar durante a vida, e com o avanço da idade é comum que algumas doenças surjam e prejudiquem a saúde dos idosos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), idoso é todo indivíduo com 60 anos ou mais. Em nosso país, temos atualmente mais de 28 milhões de pessoas nessa faixa etária, um número que representa 13% da população do país.

A estimativa é que esse percentual, citado acima, dobre nas próximas décadas, segundo a Projeção da População, divulgada em 2018 pelo IBGE.

Importância da vacinação de idosos

Muitas pessoas não levam a vacinação a sério, mas ela é muito importante para prevenir doenças e salvar vidas.

Foi por conta das vacinas que muitas doenças comuns no Brasil, e em todo o mundo, foram combatidas, trazendo saúde para toda a população. Alguns exemplos combatidos pela vacina foram: poliomielite, sarampo, rubéola, tétano e coqueluche.

As vacinas ajudam o nosso sistema imunológico, pois quando uma pessoa é infectada pela primeira vez por algum vírus, o sistema imunológico produz anticorpos para combater aquele invasor.

Quando não há imunização contra um determinado invasor e se entra em contato com ele pela primeira vez, a produção de anticorpos não é feita na velocidade suficiente para prevenir a doença. O nosso sistema imunológico não conhece aquele invasor. Por isso, a pessoa fica doente e, dependendo da gravidade do quadro, podendo levar à morte.

Então, se a pessoa toma a vacina ela adquire imunidade e quando aquele mesmo organismo invade o corpo novamente, o sistema imunológico produz anticorpos em uma velocidade suficiente.

Vacinação do Idoso

É essencial que as pessoas a partir dos 60 anos tenham atenção ao calendário e às campanhas de vacinação de idosos, principalmente da gripe, que é recomendada para pessoas a partir dos 55 anos e que acontece anualmente.

Vacina para idosos no Brasil

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece a vacina para pessoas com mais de 60 anos de idade, contra o vírus da influenza, hepatite B, pneumocócica 23 valente, dupla adulto (difteria e tétano) e febre amarela (apenas para idosos que estejam morando ou passando por áreas com recomendação de vacina).

É muito importante que as vacinas sejam tomadas conforme sugere o calendário de cada doença, para que seja garantido o seu efeito protetor. Alguns vírus e bactérias são capazes de sofrer mutações e, assim, podem se tornar resistentes à vacina anterior.

Em toda a rede pública de saúde do Brasil, são disponibilizadas cerca de 300 milhões de doses de vacinas ao ano, para combater mais de 20 doenças, em diversas faixas etárias, conforme dados recentes.

Quais vacinas tomar após 60 anos

Após os 60 anos de idade, 8 vacinas devem ser tomadas por este público. Essas são recomendações presentes no calendário de vacinação de idosos, determinadas pela Sociedade Brasileira de Imunizações em conjunto com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Quais as vacinas constam no calendário vacinal do idoso?

  • Difteria e Tétano;
  • Febre amarela;
  • Gripe;
  • Hepatite;
  • Herpes zóster;
  • Meningite meningocócica.
  • Pneumonia pneumocócica;
  • Tríplice viral.

Algumas dessas vacinas são disponibilizadas pelo Ministério da Saúde gratuitamente através do SUS, e outras só podem ser tomadas em clínicas particulares.

Por que é preciso tomar a vacina contra gripe todos os anos?

Apesar da gripe ser uma doença comum e frequente em todo o mundo, ela já deixou muitas pessoas hospitalizadas e pode causar a morte.

A gripe comum é uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza e é facilmente transmissível.

A vacina contra a gripe deve ser tomada todos os anos para que seu efeito de proteção seja garantido, pois o vírus da influenza é capaz de sofrer mutações e criar resistência à vacina anterior.

Benefícios da vacina H1N1 em idosos

A vacina contra o vírus H1N1 é capaz de oferecer maior proteção para pessoas que estão predispostas a se infectar com o patógeno oportunista.

A influenza H1N1 é conhecida como uma gripe e está relacionada à uma infecção viral aguda do trato respiratório.

O vírus da influenza pode deixar muitas pessoas com pneumonia e levar a morte, isso ocorre devido o próprio vírus ou por infecção bacteriana. Em pessoas não vacinadas, a maioria das mortes por influenza sazonal é registrada em idosos.

Impacto da vacinação contra Influenza no Brasil

Por conta do Novo Coronavírus, foram reforçadas as campanhas de vacinação do governo contra a influenza. A vacina não serve contra a doença do Covid-19, mas ajuda o idoso a evitar de ficar gripado e não confundir os sintomas de ambas as doenças.

A vacinação de idosos contra a influenza é uma medida de saúde pública recomendada não só no Brasil, mas em vários países. Há estudos que mostram que a vacinação na população idosa tenha contribuído de forma significativa na prevenção de hospitalizações por causas respiratórias.

Idosos devem tomar vacina de febre amarela?

Os idosos precisam tomar a vacina de febre amarela, conforme calendário de vacinação, mas ela é recomendável a habitantes de áreas endêmicas, pessoas com viagem para áreas com a doença ou sempre que houver exigência internacional, em área considerada com risco.

Essa vacina também possui suas restrições, não podem ser tomadas por idosos com doença febril aguda, histórico de reação alérgica após ingestão de ovo de galinha ou aos componentes da vacina, doenças que reduzem a imunidade, como câncer, diabetes, AIDS ou uso de medicamentos imunossupressores.

Calendário de vacinação do idoso

Conheças as recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) para 2020/2021. Clique aqui para baixar.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador