Cuidador
5 Funções que o cuidador não faz (não deve fazer)
19 de março de 2021
Como desengasgar um idoso
Como desengasgar um idoso em 3 passos – conheça a Manobra de Heimlich
23 de março de 2021
Exibir tudo

Classificação do IMC: você sabe como a tabela funciona para o idoso?

Classificação do IMC

O Índice de Massa Corporal, conhecido como IMC, consiste em um padrão internacional para saber se o peso de uma pessoa é proporcional à sua altura. Mas você sabia que a classificação do IMC em idosos é diferente?

O cálculo do IMC foi criado no final do século XIX pelo cientista belga Lambert Quételet. Seu método foi adotado pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, pois é o mais fácil para detectar quando um indivíduo está fora de seu peso ideal.

Leia também:

10 Alimentos diuréticos para diminuir a retenção de líquidos em idosos

Importância da segurança alimentar para o idoso

Sobre alimentação do idoso: informações práticas para familiares e cuidadores

Idosos e familiares: 2 boas notícias (esperança) sobre o Mal de Alzheimer

Nas linhas seguintes, você terá as orientações de como realizar o cálculo de quais são os valores de referência específicos para a classificação do IMC em idosos. Acompanhe com atenção.

Como calcular o IMC

Primeiramente, precisamos de dois dados essenciais, que são a altura da pessoa (em metros) e o seu peso (em quilogramas). Esses são os únicos itens necessários para realizar o cálculo do IMC.

Em seguida, aplicamos a seguinte fórmula: peso dividido pela altura ao quadrado, isto é, kg ÷ m². Existem calculadoras online que facilitam esse processo. No entanto, vamos aplicar em um exemplo prático para tornar o entendimento mais simples.

Considere um idoso que meça 1,62 metros e pese 72 quilos. O cálculo será 72 ÷ (1,62 x 1,62), que resulta em 27,48. Em seguida, consulta-se a tabela de classificação do IMC em idosos, que veremos na sequência.

Classificação do IMC em idosos

A tabela de referência do IMC é utilizada para identificarmos se o resultado do cálculo está dentro dos valores esperados. Desta forma, podemos saber se a pessoa apresenta massa corporal baixa, normal ou em excesso.

Para a classificação do IMC em idosos, utilizamos os seguintes padrões de análise, divulgados pelo Ministério da Saúde do Brasil:

  • Magreza = até 22
  • Eutrofia (peso ideal) = de 22 a 27
  • Excesso de peso = 27 ou mais

Por que manter o peso do idoso controlado?

Seja para constatar deficiências nutricionais, ou excesso de calorias na alimentação, o controle do peso de acordo com a classificação do IMC em idosos é importantíssimo. Como bem sabemos, o cardápio balanceado é uma das chaves para o aumento da expectativa de vida.

Além disso, podemos diminuir os riscos de enfermidades como:

Além disso, pessoas com sobrepeso são mais susceptíveis a quadros de inflamação crônica, o que prejudica o sistema imunológico e baixa a imunidade, o que pode tornar mais severos quadros infecciosos em geral.

Como equilibrar o IMC na terceira idade

Quem já passou da faixa dos 65 anos de idade, pode e deve rever seus hábitos se estiver fora da faixa adequada do IMC. Ao sair do sedentarismo e otimizar os hábitos alimentares, a qualidade de vida tende a ser muito melhor.

Um dos primeiros passos para equilibrar o IMC é reduzir o consumo de alimentos fritos, embutidos e ultra processados. Além, é claro, de incluir no cardápio mais peixes, legumes, frutas, cereais integrais e aumentar a ingestão de água.

Atividades físicas também são primordiais e podem ser facilmente adaptadas caso haja limitações. Alongamentos, yoga, pilates, exercícios de respiração e caminhadas ajudam a evitar dores, fraturas e processos inflamatórios

Da mesma forma, aceleram o metabolismo, proporcionam a liberação de endorfinas que trazem bem-estar, ajudando a controlar ativamente o peso.

Nunca é tarde para começar a tomar tais cuidados. E assim que o corpo começar a mostrar os resultados, as melhorias nas condições físicas e psicológicas são expressivas.

Conte com a ajuda de profissionais

Na correria do mundo contemporâneo, nem sempre temos tempo para atender às necessidades das pessoas que mais amamos adequadamente. Contudo, há profissionais habilitados dispostos a nos ajudar.

Na Acvida Cuidadores, contamos com uma série de serviços para atender os idosos. Um cuidador pode ajudar no controle do IMC por preparar e garantir a oferta de alimentos adequados, auxiliar em programas de exercícios, manter a rotina das atividades de vida diária, dentre outros benéficios.

Precisa de cuidadores para um familiar? Conte com a Acvida.

Editorial Acvida
Editorial Acvida
O Editorial da Acvida Cuidadores é feito por nossa equipe de conteúdo, que inclui especialistas em cuidados paliativos, em administração de equipes de cuidadores e jornalistas. Seu objetivo é trazer informações relevantes a todos os envolvidos no trato das pessoas incapacitadas de realizar o autocuidado. Reuniremos artigos médicos e científicos, publicações jornalísticas relevantes, recomendações e entrevistas com especialistas, relatos de pessoas que passaram pela experiência de cuidar de um ente querido, enfim, tudo o que possa ajudar nossos leitores a trazer qualidade de vida para idosos, familiares e cuidadores.

2 Comments

  1. Maria Graciete Cerejo Brasil disse:

    Tenho 64 anos e meu imc é 29,3. No entanto, não estou a beira da obesidade. Sou atleta, de judo e pratico jiu-jítsu e boxe chinês. Assim, às exceções não contam para essa tabela, pois, neste caso, sou com o meu índice de IMC estou com sobre peso, o que não é verdadeiro de acordo com meu nutricionista.

    • Adriano Colodette Machado disse:

      Olá Graciete, obrigado pela participação. De fato, a tabela de IMC é uma regra geral de referência e, como tal, admite exceções. Atletas como você são uma destas, por isso, profissionais médicos e nutricionistas são mais indicados para atender suas especificidades. Um abraço, e parabéns pela ótima forma física 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de um Cuidador